O Curso Técnico Agrícola foi o precursor do Colégio Politécnico da UFSM, o qual foi criado através do Decreto - Lei Federal nº 3864 - A, de 24 de janeiro de 1961, sendo o único curso técnico até o ano de 1996.

O funcionamento do Curso Técnico em Agropecuária na Modalidade Especial (atual Pós-Ensino Médio) foi autorizado através da Portaria nº 78, de 13 de agosto de 1996 (DOU 16/08/96 e 04/11/96).

Inicialmente o Curso funcionava de forma integral, nos turnos da manhã e tarde. A partir de 2002, o curso passou a ser ministrado em somente um turno, havendo o ingresso de uma turma no turno da manhã e outra no turno da tarde.

Em 2002 o currículo do curso foi reorganizado de acordo com o que determina a Reforma da Educação Profissional, segundo as diretrizes da Resolução CEB/CNE 04/99, com o enfoque em formação por competências profissionais, construídas a partir dos referenciais curriculares e dos perfis profissionais de conclusão.

Na Sessão 583 do Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão da UFSM, foi aprovado o Plano de Curso do Curso de Técnico na Área da Agropecuária, Habilitação em Agropecuária, nos termos da Resolução CNE/CEB 04/99.

Em 2009, foi aprovado na Sessão 735 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, o novo plano de curso do Técnico em Agropecuária, nos termos da Resolução 03/2008 CNE/CEB, que dispõe sobre a instituição e implantação do Catálogo Nacional dos Cursos Técnicos de Nível Médio, bem como a Portaria n° 870, de 16 de julho de 2008, que aprova, em extrato, o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos de Nível Médio.

Em 2014, na Sessão 857 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, foi aprovada a reformulação do curso de acordo com a Resolução CNE/CEB 06/2012 e Resolução 03/2008 CNE/CEB, que dispõe sobre a instituição e implantação do Catálogo Nacional dos Cursos Técnicos de Nível Médio, bem como a Portaria n° 870, de 16 de julho de 2008, que aprova, em extrato, o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos de Nível Médio.