O Técnico em Cooperativismo deve apresentar as seguintes competências:

  • Conhecer os fundamentos da Administração, compreendendo o ambiente de atuação das organizações, bem como os processos organizacionais utilizados para a gestão.
  • Executar, controlar e avaliar as atividades do ciclo financeiro, contábil e do patrimônio mediante uso e interpretação das demonstrações contábeis e financeiras.
  • Conceituar cooperativismo e associativismo, conhecendo seus princípios, formas, correntes, origem e inserções na sociedade.
  • Conhecer a legislação cooperativista e suas implicações na tomada de decisão em relação à gestão de cooperativas.
  • Selecionar e utilizar estratégias para identificação e avaliação dos diferentes custos referentes aos processos organizacionais, em especial das cooperativas.
  • Analisar as condições sociais e econômicas e desenvolver estratégias para a constituição de cooperativas.
  • Aplicar as operações da matemática financeira em atividades do ciclo financeiro, tributário, contábil, dos recursos humanos, materiais, da produção, dos seguros e do patrimônio das cooperativas.
  • Compreender os fundamentos do marketing como filosofia organizacional e aplicar esses conceitos na análise de mercado.
  • Aplicar os aspectos técnicos da gestão de pessoas em organizações cooperativas.
  • Gerar propostas de organização social e grupos específicos a partir da educação cooperativista.
  • Planejar, executar e controlar as políticas de marketing relativas a produto ou serviço, preço, distribuição e comunicação em organizações cooperativas.
  • Compreender os aspectos comportamentais de pessoas em organizações, aplicando-os na gestão de cooperativas.
  • Administrar as disponibilidades, os recebíveis, os estoques e as fontes de financiamento das organizações, em especial das cooperativas.
  • Identificar e solucionar problemas relacionados à atualidade na gestão de cooperativas.
  • Conhecer os problemas, as perspectivas e as tendências do cooperativismo frente aos desafios da atualidade, relacionando as experiências concretas com o mundo cooperativo.
  • Dominar estratégias para desenvolver o espírito empreendedor tanto no momento de formação de associações cooperativas, como na gestão daquelas que estão em funcionamento.
  • Identificar as tendências filosóficas no associativismo mundial e no Brasil e suas repercussões.
  • Demonstrar, adquirir e articular experiências profissionais relativas à gestão de cooperativas.